Funfestival

Cientistas identificam casos de Alzheimer assintomáticos

Um novo estudo relatou doze casos assintomáticos de Alzheimer.

Por Meu Quadradinho em 29/05/2024 às 02:12:10

Um novo estudo relatou doze casos assintomáticos de Alzheimer. Até então desconhecidos, estes diagnósticos intrigam a comunidade científica, que ainda enfrenta dificuldades de compreender esta doença.

Leia mais

Doença de Alzheimer ainda não é totalmente conhecida pela ciência (Imagem: OPAS)

Casos assintomáticos surpreenderam cientistas

As descobertas foram descritas na revista Acta Neuropathologica Communications. Os pesquisadores realizaram a pesquisa em pacientes dos Países Baixos.

O estudo revelou que o cérebro de algumas pessoas apresentava todas as características do Alzheimer, mas seus registos médicos não apontavam nenhum tipo de sintoma típico da doença.

Uma das teorias dos especialistas é que aquelas pessoas que recebem muitos estímulos cognitivos podem desenvolver o Alzheimer antes de surgirem os primeiros sintomas.

Outra possibilidade é que os pacientes que conseguem resistir aos sintomas da doença por mais tempo podem ter astrócitos mais eficientes. Estas células são responsáveis por garantir o funcionamento adequado dos neurônios.

Durante o estudo, os cientistas analisaram os perfis de expressão genética em amostras de tecidos de 35 doadores, e perceberam que os astrócitos pareciam produzir mais metalotioneína, que ajuda a proteger o tecido cerebral contra danos. A equipe também encontrou evidências de que cérebros resistentes podem ter uma melhor produção de energia graças a mais mitocôndrias.

Apesar das descobertas, os pesquisadores ainda não conseguem ter uma resposta definitiva sobre a falta de sintomas em alguns casos claros de Alzheimer. Para desvendar este mistério, novos estudos serão realizados a partir de agora.

Alzheimer
O cérebro de algumas pessoas pode apresentar todas as características do Alzheimer, mas sem os sintomas típicos da doença (Imagem: tampatra/iStock)

Sintomas típicos do Alzheimer

  • O principal sintoma de Alzheimer é a perda de memória recente.
  • No entanto, conforme a doença progride, a tendência é que outros sinais apareçam.
  • Entre eles, estão a repetição da mesma pergunta várias vezes, dificuldade para acompanhar conversações ou pensamentos complexos, incapacidade de elaborar estratégias para resolver problemas, dificuldade para dirigir automóvel e encontrar caminhos conhecidos.
  • Além disso, é possível observar dificuldades para encontrar palavras que exprimam ideias ou sentimentos pessoais, irritabilidade e tendência ao isolamento.

Comunicar erro
BURITIS

Coment√°rios

PONTUAL CARGO