Funfestival

NASA planeja telescópio para encontrar planetas alienígenas

A NASA está investindo pesado na busca por mundos alienígenas habitáveis e planeja a construção de um telescópio capaz de caçar esses planetas.

Por Meu Quadradinho em 10/06/2024 às 22:19:52

A NASA está investindo pesado na busca por mundos alienígenas habitáveis e planeja a construção de um telescópio capaz de caçar esses planetas. Apesar de a tecnologia ainda estar a alguns anos de distância de ser lançado, a agência espacial americana já está tirando o projeto do Observatório de Mundos Habitáveis (HWO, na sigla em inglês) do papel e recrutando parceiros.

NASA está em busca de planetas alienígenas

O Observatório de Mundos Habitáveis é uma missão para lançar o telescópio caçador de vida alienígena. Ele tem objetivo claro: encontrar e obter imagens de planetas semelhantes à Terra em torno de estrelas como o nosso Sol.

Leia mais:

Ele também será capaz de estudar a atmosfera e buscar assinaturas químicas de vida. Ou seja, a NASA está procurando planetas alienígenas habitáveis.

E a investigação tem um rumo: os estudos atuais sobre exoplanetas mostram probabilidade de que uma a cada cinco estrelas tem um planeta habitável em sua órbita.

O conceito de vida, no entanto, não é exatamente claro. Pode ser mais difícil identificar formas de vida totalmente diferentes da nossa (afinal, não saberíamos o que procurar), então, a NASA focará na que conhecemos. O HWO buscará bioassinaturas químicas que indiquem ambiente habitável, como oxigênio e metano.

Novo telescópio da NASA buscará planetas em órbitas de estrelas com traços de vida (Imagem: Muratart/Shutterstock)

Telescópio já está em desenvolvimento

O projeto HWO (na sigla em inglês) foi proposto em 2020 e a ainda está longe de virar realidade, mas já começou.

Segundo o ScienceAlert, em janeiro, a NASA solicitou propostas para avançar as tecnologias necessárias para o telescópio. Depois, entre elas, selecionou três empresas, cada uma com uma missão.

Os contratos duram dois anos, com aporte total de US$ 17,5 milhões, cerca de R$ 94 milhões (para se ter uma ideia, o desenvolvimento e lançamento do Hubble custou US$ 16 bilhões, ou R$ 85,66 bilhões). O trabalho está marcado para começar em agosto deste ano. A intenção é que, ao final do período, o desenvolvimento do HWO tenha:

  • Modelagem e subsistemas de sistema óptico ultraestável além do que é possível hoje. A missão fica a cargo da BAE Systems;
  • Infraestrutura de modelagem integrada que possa navegar e comparar interdependências do projeto. Essa parte será entregue pela Lockheed Martin;
  • E tecnologias necessárias para apoiar as operações do telescópio, como defletores ópticos que reduzam a entrada de luz dispersa e suporte estrutural. Essa parte fica com a Northrop Grumman.

Representação artística do Telescópio Espacial Hubble no espaço (Imagem: Dima Zel/Shutterstock)

A NASA terá controle sobre o projeto e ainda aproveitará conhecimentos de seus outros telescópios, como o James Webb e o futuro Nancy Grace.

Comunicar erro
BURITIS

Coment√°rios

PONTUAL CARGO