ORLA/BRASAL

Bolsa Família: Prazo para acompanhamento obrigatório de saúde é prorrogado

Atenção, beneficiários do Bolsa Família! O prazo para realizar o acompanhamento das condicionalidades em saúde da 1ª vigência de 2024, para manutenção do benefício, foi prorrogado até o dia 19 de julho.

Por Redação em 10/07/2024 às 21:14:24

Atenção, beneficiários do Bolsa Família! O prazo para realizar o acompanhamento das condicionalidades em saúde da 1ª vigência de 2024, para manutenção do benefício, foi prorrogado até o dia 19 de julho. Gestantes, mulheres entre 14 e 44 anos e crianças menores de 7 anos devem comparecer à unidade básica de saúde (UBS) mais próxima de casa.

O acompanhamento das condicionalidades contribuem para a melhoria da saúde pública ao garantir que famílias em vulnerabilidade tenham acesso aos serviços | Foto: MDAS/Divulgação

Na UBS de referência, o beneficiário do programa deve apresentar o cartão do Bolsa Família ao profissional de saúde. Para as gestantes, é necessário também levar a caderneta de pré-natal. Para as crianças menores de 7 anos, é preciso apresentar a caderneta de vacinação.

Os últimos dados da Secretaria de Saúde (SES-DF) apontam que somente 71% dos acompanhamentos dos beneficiários foram realizados – equivalente a mais de 190 mil beneficiários. O Distrito Federal conta com aproximadamente 268.600 beneficiários do programa, sendo que 102.820 são crianças menores de 7 anos.

O programa determina que os participantes cumpram os compromissos nas áreas de saúde e educação para evitar o bloqueio, suspensão ou cancelamento do benefício. Na Saúde, as gestantes devem realizar o pré-natal e as crianças devem fazer o acompanhamento nutricional e atualização do cartão de vacina.

As condicionalidades de saúde contribuem para a melhoria da saúde pública ao garantir que famílias em situação de vulnerabilidade tenham acesso a serviços de saúde. "As condicionalidades são essenciais para promover a saúde e o bem-estar das famílias beneficiárias, prevenir doenças e contribuir para a redução da pobreza e desigualdade social no Brasil", destacou a coordenadora distrital do Programa Bolsa Família na SES-DF, Christiane Viana.

O Distrito Federal possui 176 UBSs, distribuídas por todas as regiões. Clique aqui e veja qual é a sua.

*Com informações da SES-DF

Comunicar erro
TAGUATINGASHOPPING

ComentĂĄrios

PONTUAL CARGO